Mitos e verdades sobre a ressonância magnética

Início/Exames/Mitos e verdades sobre a ressonância magnética

Mitos e verdades sobre a ressonância magnética

A ressonância magnética é um dos principais exames de imagem existentes. O procedimento é realizado por meio de um campo magnético, que é capaz de capturar as imagens dos órgãos do paciente.

Embora sua eficiência seja comprovada, muitos pacientes ainda se sentem receosos de realizá-lo.  Neste artigo, você verá os principais mitos e verdades sobre a ressonância magnética, para que você fique ciente da importância do procedimento.

O exame traz riscos por conta da exposição ao campo magnético e deve ser evitado.

Mito! Muito raramente a ressonância magnética pode trazer riscos à saúde do paciente. O que pode ocorrer são alguns efeitos colaterais, quando a exposição é realizada em um campo magnético mais forte. No entanto, são reações momentâneas que passam rapidamente.

A ressonância magnética não é indicada para quem tem claustrofobia.

Mito! As pessoas que não se sentem confortáveis em ambientes fechados também podem realizar o exame quando necessário. Para isso, há meios de deixar o paciente mais confortável, como a realização da ressonância magnética com sedação, por exemplo.

É preciso cuidado com objetos metálicos, pois em contato com o magnetismo pode causar riscos à saúde.

Depende. Para objetos internos, a orientação é igual para todos: durante a ressonância magnética, é proibido o uso de cintos, jóias, celulares, piercings ou qualquer outro objeto metálico. No caso de próteses, existem tipos que não prejudicam o exame. As contraindicações são para quem possui marca-passo e clips de aneurisma cerebral.

A ressonância magnética é barulhenta.

Verdade. Isso acontece porque o paciente ouve o barulho provocado pelas ondas de rádio. Por isso, é comum que antes do exame, o paciente receba fones de ouvido, para diminuir o incômodo. No entanto, as máquinas mais modernas já emitem menos ruído, promovendo um exame mais tranquilo.

O exame é proibido para mulheres grávidas.

Mito! Esse exame pode ser realizado por mulheres a partir da décima segunda semana de gestação, desde que ele não seja um procedimento rotineiro. Essa recomendação se dá não pelas ondas magnéticas, mas sim por conta do contraste, que pode ser usado e em excesso pode prejudicar o feto.

As pessoas que fazem ressonância magnética se sentem mal após o exame

Depende. Isso é comum em pessoas claustrofóbicas. No geral, é um exame indolor, que leva poucos minutos.

Quer saber mais sobre a ressonância magnética? Continue acompanhando nossas publicações aqui no blog. A Tesla Imagem é especializada na realização de imagens, e conta com uma equipe médica altamente qualificada para atender pessoas de todas as idades.

Com atendimento particular ou via convênio, você contará com salas privativas, para que você tenha mais conforto ao realizar seus exames – além de um contato direto com seu médico, para o total entendimento do laudo. Agende seu horário agora mesmo!

 

Por |2019-01-24T11:41:47+00:0023 de janeiro de 2019|0 Comentários

Sobre o Autor:

Avatar

Deixar Um Comentário