Por que e onde usar o contraste iodado?

Início/Contraste/Por que e onde usar o contraste iodado?

Por que e onde usar o contraste iodado?

O contraste iodado é uma medicação utilizada nos exames de tomografia computadorizada para estudar os vasos e a vascularização das lesões. A molécula de iodo é apenas um dos componentes da medicação e é o responsável por tornar os vasos “brancos” no exame. O nome “contraste” refere apenas à utilização da medicação. Por exemplo, na própria tomografia, podemos utilizar a água como meio de contraste (contraste negativo) para fazer a parte interna das alças intestinais e do estômago ficar mais “escura”.

O contraste iodado, assim como qualquer medicação, pode apresentar efeitos indesejáveis (colaterais). Esses efeitos indesejáveis são raros e se assemelham a uma alergia. Na verdade, na imensa maioria das vezes não se trata de uma alergia verdadeira, se considerarmos o mecanismo biológico que ocorre. Uma pessoa que tem alergia a uma substância, por exemplo a poeira, sempre que entrar em contato com essa substância irá apresentar os sintomas (100%). Já com o contraste é diferente…. uma pessoa que já tenha apresentado uma reação tem chance de 25% de apresentar novamente essa reação, ou seja, mesmo que a já tenha tido reação uma vez, é mais provável que essa reação não ocorra no próximo exame.

As reações são classificadas em leve, moderada e grave. Pacientes que tiveram reações leves e moderadas não tem contra-indicação absoluta a utilização do contraste e podem sim ser submetidos a novo exame com contraste iodado.

Outra idéia errada muito comum é de que existe alguma relação entre o contraste e os frutos do mar, como camarão, por exemplo. A alergia alimentar tem mecanismos próprios e é relativamente frequente. Mas o contraste iodado não é retirado dos frutos do mar e, portanto, não há qualquer relação entre ele e a alergia alimentar. Pacientes que tem alergia alimentar, seja a camarão ou qualquer fruto do mar, não tem contra-indicação absoluta ao uso do contraste.

A reação que pode ocorrer também não ocorre por causa do iodo. Não existe alergia ao iodo. O iodo é uma substância essencial para a vida, seria como ser alérgico ao oxigênio! Uma prova disso é que todo sal é iodado e, se alguém tivesse alergia ao iodo não poderia ingerir sal de cozinha. Portanto, também não é verdade que pessoas que apresentem alergia a soluções tópicas contendo iodo (como Povidine e similares) tem alergia ao iodo. Desta maneira, pacientes com alergia a medicações que contêm iodo podem sim utilizar o contraste iodado.

Os contrastes iodados utilizados hoje são modernos e muito seguros. Reações leves e moderadas podem ser evitadas ou minimizadas quando identificamos pacientes que apresentam alguns fatores de risco e aplicamos medicações anti-alérgicas. Essas medicações não precisam ser aplicadas em todas as pessoas, mas apenas em pacientes selecionados. Crianças tem menor risco de apresentarem reações ao contraste.

Em caso de dúvida, converse com o médico radiologista e peça maiores esclarecimentos.

Por |2017-10-30T00:10:25+00:004 de agosto de 2017|1 Comentário

Sobre o Autor:

Avatar

Um Comentário

  1. Avatar
    Roxelle Lamour Sass 28 de junho de 2018 em 06:01 - Responder

    Sou tecnóloga, e gostei muito do esclarecimento sobre a utilização do contraste iodado positivo, na Tomo. Essas informações são muito importantes, para desmistificar as dúvidas sobre o iodo. Estão de parabéns!

Deixar Um Comentário