Quando a Ressonância Magnética é recomendada?

Início/Exames/Quando a Ressonância Magnética é recomendada?

Quando a Ressonância Magnética é recomendada?

O exame de Ressonância Magnética é um dos diagnósticos por imagem mais importantes da medicina. O procedimento utiliza um aparelho próprio para diagnosticar diversos tipos de doenças, de tumores e até lesões nos ossos.

As recomendações da Ressonância Magnética são bastante amplas e, uma das grandes vantagens deste exame, é o fato de ele não ter muitas contraindicações.

O que é a Ressonância Magnética?

A Ressonância Magnética, como citamos anteriormente, é um importante exame de diagnóstico por imagem. Ele utiliza campos magnéticos e pulsos de radiofrequência para identificar alterações no corpo do paciente, como por exemplo, danos no cérebro, tumores, infecções e, até mesmo, fratura nos ossos.

O aparelho transforma as frequências em imagens de alta definição no plano vertical, horizontal e axial (corpo dividido em camadas).

Para quem o exame é indicado?

A Ressonância Magnética é indicada para todos os pacientes que precisam diagnosticar doenças de ordem neurológica, ortopédica, cardíaca, cervical e abdominal. O exame pode ser feito por homens e mulheres de todas as idades, sem riscos de efeitos colaterais.

As contraindicações da Ressonância Magnética são poucas, devendo ser evitada por mulheres grávidas, por exemplo. Também incluímos nesta lista, pacientes claustrofóbicos ou que sofram com algum transtorno que cause inquietude, principalmente em pequenos espaços.

Pacientes com tatuagem precisam passar por uma análise antes do exame. Algumas tintas tem ferro em sua composição e essa substância afeta o magnetismo do aparelho, que é bastante forte. Uma das indicações para o exame é retirar todos os objetos metálicos do corpo, sejam bijuterias ou um simples grampo de cabelo.

Na maioria dos casos a Ressonância Magnética é feita sem sedação, mas se for necessário, essa aplicação pode ser solicitada e não apresenta riscos para o paciente.

Como a Ressonância Magnética é feita?

Não é preciso jejum para a realização da Ressonância Magnética. O paciente deve, porém, chegar com 20 minutos de antecedência para receber todas as orientações.

Deitado sobre uma maca especial, o paciente pode ter um aparelho de suporte (Bobina) colocado na parte do corpo a ser analisado pela Ressonância Magnética. A Bobina ajuda a potencializar o campo magnético dessa região em especial, melhorando consideravelmente a captura das imagens feita pelo aparelho.

A maca desliza colocando o paciente na posição desejada para o exame, até que todas as imagens sejam capturadas.

Uso de contraste

Existem casos onde se faz necessário o uso de contraste intravenoso. Essa substância não causa efeitos colaterais no paciente, mas requer repouso de alguns minutos após o exame. É muito importante também conversar com seu médico para tirar dúvidas sobre o contraste.

A Tesla Imagem é um centro de exames clínicos especializada em Ressonância Magnética. Toda a nossa equipe é capacitada também em diversos outros diagnósticos por imagem. Venha conhecer nossa clínica! Entre em contato e marque sua consulta!

 

Por |2019-01-09T12:38:24+00:009 de janeiro de 2019|0 Comentários

Sobre o Autor:

Avatar

Deixar Um Comentário