Qual a diferença entre ressonância magnética e tomografia computadorizada

Início/Exames/Qual a diferença entre ressonância magnética e tomografia computadorizada

Qual a diferença entre ressonância magnética e tomografia computadorizada

Os exames de imagem são responsáveis por diagnosticar ossos, órgãos, tecidos, artérias e músculos no interior do corpo humano. Sua invenção e aprimoramento fizeram com que não fosse mais necessário fazer cirurgias investigativas, uma vez que era possível avaliar o paciente sem precisar fazer nenhuma intervenção cirúrgica. O primeiro exame de imagem criado foi o Raio-X e com sua descoberta surgiu a necessidade de se obter imagens mais nítidas e de diferentes tipos de tecidos do corpo. 

Apenas o Raio-X não era o suficiente para realizar diagnósticos mais complexos. Por isso, outros exames de imagem como a Ultrassonografia, Tomografia Computadorizada e Ressonância Magnética foram desenvolvidos. 

Cada exame de imagem, apesar de sua semelhança, possuem sua especialidade e todos são essenciais para diagnosticar corretamente o paciente.

Entenda agora a diferença entre Ressonância Magnética e Tomografia Computadorizada!

O que é Tomografia Computadorizada?

A Tomografia Computadorizada é considerada um Raio-X aprimorado, uma vez que apresenta imagens tridimensionais que podem ser “fatiadas” através de um programa de computador. Permitindo um diagnóstico mais completo e preciso. É um exame não invasivo onde pode ser solicitado o uso de contraste a base de iodo. O paciente deverá informar ao seu médico caso tenha conhecimento de alergia à esta substância. 

A Tomografia é um exame rápido, com duração de 15 a 20 minutos. O paciente deverá permanecer imóvel para que seja possível captar as imagens da região. Uma das grandes vantagens da Tomografia Computadorizada é que o resultado do exame demora muito menos que o da Ressonância Magnética.

Normalmente, o exame de Tomografia Computadorizada é pedido antes da Ressonância Magnética e, em muitos casos, pode ser conclusiva. Porém, caso o médico julgue necessário, poderá pedir uma Ressonância Magnética para completar o diagnóstico da região estudada.

Durante o exame de Tomografia Computadorizada, é possível identificar nitidamente os ossos, que aparecem na cor branca na imagem, líquidos e gases que aparecem em preto e também tecidos que podem aparecer em diferentes tons de cinza. Para captar as imagens o paciente é exposto à radiação ionizante que, em pequenas quantidades, não é prejudicial à saúde.

A TC é muitas vezes solicitada para o estudo de imagens anatômicas que analisam os ossos e pulmões. Ela também pode ser solicitada em outros casos como, por exemplo,  para o estudo das estruturas abdominais e avaliação do sistema nervoso central.

O que é Ressonância Magnética?

A Ressonância Magnética é o exame de imagem mais completo que existe atualmente. Com ele os médicos conseguem analisar mais precisamente os tecidos do corpo humano, assim como músculos e outros órgãos. A RM é muito utilizada para estudos neurológicos e para a investigação de tendões, mamas e lesões no fígado.

Sua realização consiste no envio de ondas de rádio ao corpo para medir a vibração das células através de um computador. Diferente da Tomografia Computadorizada, a Ressonância utiliza radiação eletromagnética, que é muito menos nociva para o corpo humano. Além disso, o contraste utilizado na Ressonância é o Contraste Gadolíneo, que é menos prejudicial que o da Tomografia.

A Ressonância permite a análise de órgãos em diferentes ângulos, uma vez que o paciente deverá ficar dentro de um tubo que tirará “fotos” da região em diversos ângulos. A RM permite a análise mais minuciosa de estruturas vasculares, principalmente do cérebro.

Porém, uma desvantagem da Ressonância Magnética é que algumas pessoas não podem realizar o exame. Como por exemplo:

  • Portadoras de marcapasso;
  • Válvulas cerebrais;
  • Válvulas cardíacas;
  • Próteses penianas;
  • Stents vasculares.

Assim como a tomografia computadorizada, a ressonância magnética é um exame que exige que o paciente permaneça imóvel durante a sua realização. Algo que, em alguns casos, pode ser difícil. Normalmente o uso de uma sedação leve pode ser solicitada para pessoas que são claustrofóbicas ou até mesmo crianças que não conseguem se manter imóveis.

Ressonância Magnética ou Tomografia Computadorizada: Qual o melhor exame de imagem?

Ambos exames oferecem imagens detalhadas do interior do corpo humano e fazem uso de tecnologia computacional para gerar imagens nítidas e diagnósticos precisos. Porém, cada um desses exames possui suas especialidades e cabe ao médico determinar qual será o mais indicado para cada tipo de patologia. Muitas vezes a Ressonância Magnética é utilizada como complemento da Tomografia Computadorizada.

 

Por |2020-03-27T14:37:59+00:0025 de março de 2020|0 Comentários

Sobre o Autor:

Avatar

Deixar Um Comentário