Quando a ressonância de coluna é indicada?

Início/Exames/Quando a ressonância de coluna é indicada?

Quando a ressonância de coluna é indicada?

A Ressonância Magnética (RM) é um exame de imagem que utiliza campos magnéticos muito fortes, combinados a ondas de rádio, para produzir imagens das estruturas internas do nosso corpo.

Ela permite a visualização tanto de ossos quanto de tecidos moles, como órgãos, vasos sanguíneos, músculos e gordura. A ressonância magnética é um excelente exame para visualizar com detalhes as estruturas da coluna e as estruturas localizadas próximas a ela, por exemplo.

Dessa forma, pode-se investigar melhor causas de dores nas costas e sintomas associados à coluna.

Quando fazer a ressonância magnética de coluna

A ressonância da coluna é indicada principalmente nos casos onde o raio-X não foi capaz de detectar alterações da coluna, que explicam os sinais e sintomas do paciente ou que possam indicar a melhor linha de tratamento.

Ela permite uma avaliação minuciosa das vértebras, dos discos intervertebrais e da medula, sendo capaz de detectar alterações em qualquer uma dessas estruturas.

A ressonância magnética da coluna pode ser indicada nos seguintes casos:

  • Investigar a presença de alterações nervosas e de outros tecidos quando existem alterações na curvatura da coluna;
  • Avaliar a coluna após lesões, traumas e acidentes;
  • Avaliar as conseqüências de uma infecção;
  • Avaliar melhor a causa de inchaço na coluna;
  • Avaliar a presença de tumores;
  • Avaliar melhor discos e tecidos nervosos na presença de uma hérnia de disco;
  • Entre outros.

Em resumo, sempre que um exame de imagem mais detalhado e completo seja necessário para a avaliação da coluna, a ressonância magnética pode ser indicada.

Por |2018-10-15T19:09:31+00:0010 de outubro de 2018|0 Comentários

Sobre o Autor:

Avatar

Deixar Um Comentário